POSITIVIDADE
Um belo dia eu acordei tão bonita, tão feliz, tão realizada, tão mulher que eu acabei me tornando mulher demais para ele. - Tati Bernadi

“Virei pedra e entendi porque a solidão é a experiência mais universal de todas. A solidão é muito sacana. Num dia, ela te deixa eufórico, pensando nessa liberdade possível de não dever satisfação a ninguém e nessa possibilidade infinita de realizar todas as tuas vontades. Mas, no outro dia, a solidão te dá uma rasteira daquelas bem dadas. E te faz cair na real. Tu estás só feito um cão de rua, meu filho. Ninguém te ama, ninguém te quer, ninguém te conhece, ninguém tem acesso à tua alma. Tuas neuras são só tuas, e parece que nada nem ninguém preenche esse vazio.”
~ Caio Fernando Abreu.   (via setembros)


às vezes sou amargo
mas no geral o sabor tem sido
doce. é apenas que tenho
medo de dizê-lo. é como
quando sua mulher diz,
“fala que me ama”, e
você não consegue.

Bukowski, o amor é um cão dos diabos.



“Eu te amo tanto que prefiro não te estragar. Adeus.”
~ Eu me chamo Antônio.  (via setembros)

“Esse é o primeiro texto que escrevo estando sob o efeito de álcool. Sinto muito, sinto tanto que precisei encher a cara, castigar o meu fígado ao máximo, tentar afogar gota a gota esse peso, a vaidade e o egoísmo que existem dentro de mim. Cansado da falsa benevolência das pessoas, briguei com deus e não tenho com quem desabafar. Quero ser eu outra vez, mas nunca foi tão difícil de me encontrar como nesse último mês. Sinto falta de algumas coisas, existem três buracos em meu peito, foram feitos por tiros de realidade. É como se minha alma tivesse sido caprichosamente descosturada do meu corpo. Um buraco para a falta de crença, outro para o desgaste emocional e um terceiro que ainda não consegui dar-lhe sentido, mas não quer dizer que não esteja ali, sangrando como os outros. O medo comeu minha crença. Estou em uma dança íntima e iminente com meu próprio fim. Vejo o anjo da morte no centro da lagoa em plena luz do dia. Me desarmo, sem pudor, perco o medo, me entreguei. Renasci.”
~ Sereno. A Embriaguez de estar Sóbrio.     (via oxigenio-dapalavra)

“Eu não tenho medo de voar. Eu tenho medo de estar fechada num lugar e de ter escolhido estar fechada nesse lugar. Tenho medo porque meus pés sentem o chão mas ele é falso. Meus pés sempre me obrigam a sentir a verdade e eu sou obrigada a dizer a eles que aquele chão não dura e nem é de terra. Tenho medo do absurdo que é sorrir e dizer “guaraná normal e sem gelo, grata” enquanto se quer dizer “que merda é essa de estar voando se não sou a porra dum passarinho?”. Tenho medo porque quando acabar estarei em outro lugar. Agora, se eu pudesse escolher o maior de todos os medos, eu diria “a chance disso cair agora é muito pequena”. Estou sobrevoando, sem inteligência, a água profunda que aprendi a chamar de casa mas também de intervalo. A verdadeira angústia de voar é estar acima da nossa vida. Voar é tornar nossa rotina banal. Estou voando há dias, de primeira classe, com vista para o desenho de um país que não sei o nome. Ao lado de uma pessoa que, até que enfim, não é mais uma barrinha de cereal.”
~ Tati Bernardi. (via doistonsdeamor)


undeadeddie:

Some horror films I’m looking forward to!


“Às vezes é bom não ter nada, porque aí nada será tirado de você.”
~ Skins.  (via teleportear)


“Que a educação não basei em formas matemáticas, ou boa fonética, ou esclarecimento das ramificações da ciência biológica, ou conhecimento sobre acontecimentos do século XIX, ou articular as palavras para os campos de concentração da lei e do direito. Que a educação seja compreendida como cordialidade, lealdade, verdade, vontade e coragem. Que as ciências sejam as colunas, desta base e que o teto seja a procura pra abstinência espiritual. Que esta nessa a educação dadas aos seus filhos, pois se faltar-lhe saúde, haverá um cuidado especial, um cuidador zeloso que os veja como humanos, não como cobaias. Eu já notei que a educação não faz distinção de moradia, vi poderosos agindo como tiranos, vi miseráveis sendo líderes. Conhecimentos se compra, se ganha, não se rouba com uma 12, se conhecimentos e educação fosse comida, teria gosto de eternidade. A educação tem um tempero mais suave, o paladar precisa está sensível.”
~ Sam Nascimento, La vida passe.  (via oxigenio-dapalavra)