POSITIVIDADE
Um belo dia eu acordei tão bonita, tão feliz, tão realizada, tão mulher que eu acabei me tornando mulher demais para ele. - Tati Bernadi
“No começo fez falta, nossa e como fez. Afastar de ti não foi uma tarefa fácil, pra mim então, era quase impossível. Eu precisava falar contigo, assim como um alcoólatra precisa de uma bebida. Sei que tenho esse jeito bobo, mas sou esperta o bastante pra perceber que não adiantava insistir. Quando uma coisa acaba o melhor que fazemos é aceitar. E eu aceitei sua perda. É difícil imaginar o quanto eu fui forte, ficar longe de você me doía por dentro. Hoje eu estou aqui pra falar que foi bom quando esteve comigo e tudo o que fez, mas foi uma escolha sua partir, e mesmo depois de todo esse tempo eu só queria ter tido um último abraço. Quero dizer, estou vivendo bem sem você, só que gostaria de estar vivendo melhor ainda ao seu lado.”
~ Júlia Carvalho.  (via teleportear)

“"Sinto muito." Mais uma vez, foram essas as palavras. E agora, sempre que alguém disser "sinto muito", vou pensar nela.”
~ Os 13 Porquês.   (via thiaramacedo)

“Que não falte bons sentimentos. Que nos falte egoísmo. Que nos sobre paciência. Que não nos falte esperança. Que cada caminho escolhido nos reserve boas surpresas. Que cada um de nós saiba ouvir cada conselho dado por uma pessoa mais velha. Que não nos falte vontade de sorrir. Que nenhum de nós se esqueça da força que possui. Que não falte fé e amor.”
~ Caio Fernando Abreu. (via distanciarei)

“Sugestões para presente: Amor. Bolinhas de sabão. O som de copos com água. O som das gotas no chão. Um sorriso tímido. A música por trás dos ruídos. Um coração encostado no outro. Um ou dois para sempres. Um avião nas mãos de um menino. Um barquinho de papel. Uma pipa atravessando as nuvens. Uma sementeira de tulipas. Um par de meias listradas. Dois ou três cata-ventos. Uma palavra inventada.”
~ Rita Apoena.  (via oxigenio-dapalavra)


“As festas me deixavam doente. Detestava as falsas aparências, os jogos sujos, os namoricos, os bêbados amadores e os chatos. Como solitário, eu não suportava invasões. Isto não tinha nada a ver com ciúmes, simplesmente não gostava de pessoas, multidões, onde quer que fosse, exceto nas minhas leituras. As pessoas diminuíam-me e deixavam-me sem ar.”
~ Bukowski. (via oxigenio-dapalavra)

Choro porque não foi dessa vez. Choro porque não vai ser da próxima vez. E choro mais ainda porque não vai ser nunca. É triste, eu sei. Mas é aí que a ficha cai; fomos feitos um para o outro, mas não nascemos para ficarmos juntos.”
~ Thiara Macedo (sdpm)


“E foi engraçado, porque logo você que vivia dizendo que não gostava de perder me perdeu.Perdeu,mas perdeu bonito!”
~ Davi Araújo. (via ohomemdastulipas)


“que comédia.
há sempre uma mulher
pra salvar você de outra
e assim que ela o salva
está pronta para
destruí-lo
“as vezes eu odeio você”,
ela disse.”
~ Charles Bukowski.  (via thiaramacedo)


“Cabelos ruivos legítimos ela os põe em movimento e pergunta “meu rabo continua gostoso?” que comédia. há sempre uma mulher para salvar você de outra e assim que ela o salva está pronta para destruí-lo. “às vezes eu odeio você”, ela disse. afastou-se e foi se sentar na minha varanda para ler meu exemplar do Catulo, e ficou por lá cerca de uma hora. as pessoas passavam de lá pra cá em frente à minha casa se perguntando como um cara tão velho e feio podia arranjar uma beldade daquelas. nem eu sabia. assim que ela entrou eu a puxei para o meu colo. ergui meu copo e lhe disse, “beba isso”. “oh”, ela disse, “você misturou vinho com Jim Beam, logo vai ficar safado” “você passa hena nos cabelos, não?” “você não enxerga nada”, ela disse e se levantou e baixou suas calças e a calcinha e os pêlos lá embaixo tinham a mesma cor dos cabelos lá em cima. o próprio Catulo não poderia ter desejado graça mais histórica ou magnífica, depois ele se enamorou de rapazolas insuficientemente loucas para se tornarem mulheres.”
~ Charles Bukowski - Ruiva de cima a baixo.  (via oxigenio-dapalavra)


“Me desculpa. Me desculpa por ter desistido da gente tão facilmente. Me desculpa por ser tarde. Me desculpa por não te valorizar. Me desculpa por te afastar. Me desculpa por te prender e ficar adiando o tão esperado “eu te amo”. Me desculpa por demorar tanto para perceber que era você que eu queria. Me desculpa por não achar que era você que me poderia fazer feliz. E só precisou de um tempo para eu perceber o quanto eu fodi com você, com o seu psicológico, com o seu coração. E eu juro que não era minha intenção, mas meu coração era duro e você me amava mais do que eu amava você. E eu usei isso, porque era difícil acreditar que você estaria do meu lado quando eu precisasse, e eu não queria me tornar frágil, eu não queria me tornar vulnerável. Então eu te afastei de todas as maneiras possíveis e você se tornou um canalha. E você foi a melhor pessoa que eu conheci, então me desculpa por ter feito você sofrer a ponto de não acreditar mais em você. E novamente, me desculpa por tantas desculpas.”